THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES ?

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

sem título (I)











Descalça, calças arregaçadas, enxarpe tapando sua camisa branca mas protegendo seu corpo de uma aragem pura e fria, ela caminha pela areia da praia vazia, onde se pode sentir um maravilhoso salpicar tocando em sua cara e dando o sabor de um mar bravio e salgado. Um cheiro de encanto perfume maresía e ondas de uma espuma que mais parece neve em derrocada, contrastando com o som de uma melodia conjunta de água e gaivota de asas bem abertas, voando, planando, contra o soprar de um vento forte que não impede sua mestria e atenção na procura do alimento que o mar azul e quase transparente lhe ofereçe.
É um caminhar de pensamentos onde a beleza infinita lhe dá a tranquilidade de, por cada passada, desenhar na areia seus delicados pés que resumem um presente e um passado que depressa se vai apagando engolidos pelo mar, resultado de ondas também elas desfeitas.
Abraçada ao seu próprio corpo, apertando e aliviando a força, consoante sua vontade, deixando seus cabelos esvoaçarem e seus olhos lacrimejarem, nada consegue sobrepor-se a este paraíso vazio mas tão cheio, onde apenas uma pedra, branca, lisa, quase aveludada, a faz movimentar o braço direito e, baixando-se, apanha-a, sente o seu aroma, sua frescura e o seu silencio. Olha-a fixamente, fecha-a na sua mão e, respirando bem fundo, aconchega-a ao seu peito.
.
(fotos gentilmente cedidas por uma amiga)


6 comentários:

f@ disse...

Olá Sérgio senti este texto...
Apanhei a pedra que cheirava a mar e com areias ainda coladas... guardeia na mão e depois no bolso ...acho que ainda não tive tempo de a tirar...
Texto tão bonito que não me contive e não pude deixar de comentar.
pelo cheiro de maresia e amizade
Beijinho imenso

Paradoxos disse...

em cada lugar das tuas palavras - um toque de ti!

aquele abraço poderosamente fraterno


Eduardo

GMV disse...

Querido Sérgio,

bonito, o teu texto.

Bom fim-de-semana.

Beijo meu.

Sol da meia noite disse...

Meu querido amigo, simplesmente maravilhoso o que escreveste.
O modo delicado com que adornaste este texto com doces pormenores... pormenores esses que são parte integrante do elemento feminino, que tão bem revelas conhecer e admirar.

Ímpar, este caminhar de pensamentos... sublime o modo como terminou...


A minha admiração num beijinho que te deixo *

paula barros disse...

Gosto de estar por aqui. Um texto que me fez caminhar. Me senti a caminhante. No aconchego no peito.

É bom encontrar atualizado.

Se cuida.

abraços

Divinius disse...

Grande post amigo...
:)))